Masterchef Brasil

PARA TUDO! Rá, cês achavam mesmo que eu não ia falar de Masterchef aqui, mais cedo ou mais tarde? Achei melhor esperar a final, pra poder também comentar o vencedor – sobre isso, EU JÁ SABIAAAA! Elisa rainha, vencedora, conselheiraaaaa! Tava torcendo super pra ela, apesar de reconhecer que a Helena também merecia.  Na real, torcia mais pro Flavio, quando ele saiu fiquei chateadíssima… Mas a Elisa era minha segunda favorita, então aceitei!

Sempre fui uma apaixonada por realitys, especialmente os de competição mais específica (Project Runway, America’s Next Top Model, O Aprendiz, etc). Adoro ver as pessoas fazendo o que fazem de melhor, passando por provas diferentes e legais, etc. Gosto também dos de experiências, tipo Esquadrão da Moda e Troca de Esposas, mas esses enjoam se você assiste muitos de uma vez – e alguns são meio moralizantes demais, tipo “mudei e agora sou feliz”. Só não gosto mesmo dos de confinamento, acho forçados demais – nada contra, acho ótimo, tenho até amigos que assistem.

Apesar dessa familiaridade com o formato, nunca fui de acompanhar os de gastronomia – assistia Top Chef ou  Hell’s Kitchen de vez em quando (só um pouco porque fico com dó). Lembro que quando comecei a assistir o Masterchef Brasil, já tinha assistido – e me apaixonado, aliás – pelo Masterchef Junior, versão infantil do reality. Minhas primeiras impressões foram: a versão brasileira é beeem mais arrastada (com praticamente o dobro da duração do original) e o carão que os jurados fazem quando provam o prato é simplesmente desnecessário – não gostou, fala logoooo! Mas né, acabei acostumando. E acompanhando. E amando.

A escolha dos jurados foi acertadíssima, mas acho que o Fogaça é o menos carismático (e quando ele tá falando algo decorado, fica muito evidente, haha). Simplesmente apaixonei pela Paola – diva, fofa, grita palavrão, chora de dó – dá até pra fazer gifbiografia! Jacquin também é divertidíssimo, intimida mas também é cheio das graça. Sem falar que é impossível não ficar imitando o sotaque dos dois né?

A única que não engulo mesmo é a Ana Paula. Tudo bem, entendo que os jurados não são tão acostumados com TV pra apresentar sozinhos, que nem o Gordon Ramsay faz, mas a Ana Paula é muito chataaaa! As coisas que ela fala são muito ensaiadas, fakes, e ainda se mete a dar lição de moral (“O que você aprendeu hoje, Elisa? Hein? Hein?”). Muitas vezes, gerava aquele silêncio constrangedor… Nada contra ela pessoalmente, o ponto eletrônico tá perfeito, a apresentação é correta, mas, pra mim… Não funciona (sim, imitar os jurados pra falar de qualquer coisa virou um vício).



A seleção dos participantes também foi bacana. Teve gente que reclamou do nível dos cozinheiros, mas esquecem que é um concurso pra amadores – e também, você não vai comer a comida deles mesmo, que te importa? Eles tem que ser divertidos, diferentes, característicos! Isso é que dá vontade de assistir. Até porque, quando eles erram fica até mais engraçado de ver – vide sal no petit gateu, risos. E se só tivesse gente legal, não saberíamos pra quem torcer – sim, às vezes uma Jamyly é necessária. Argh.

Enfim, eu poderia ficar páginas e mais páginas divagando sobre Masterchef, mas sei que vocês iam ficar de saco cheio de ler tudo. Por isso, estou organizando de fazer um podcast cozamigo! Isso mesmo, em breve vocês poderão ouvir minhas opiniões, emoções e imitações (!!!) desse programa maravilhoso. Quando estiver pronto coloco aqui! Por agora, digo com convicção que realitys como esse, ainda que adaptados do exterior, caíram no gosto desse Brasilzão! Agora a gente senta e espera (DOIS MINUTOS!) que a segunda temporada venha com muita suculência, uhu!

Data do post original: 9 de agosto de 2012

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s