Are You The One?

Agora é oficial: virei a loca dos reality. Produzir um reality show como meu TCC (o glorioso Rebobinando, pra quem não sabe) despertou esse lado oculto da minha personalidade. Em um desses domingos da vida, me deparei com Are You The One? e pensei, “meh, por que não?”. Uma semana depois, já terminei duas temporadas (a primeira e a versão brasileira) e ainda assisti a estreia da terceira, que foi nesse domingo.

Qualé, Letícia? Agora deu pra gostar desses programas de ~azaração~? Alto lá! Vamos começar concordando que Fica Comigo e Beija Sapo eram dessa linha e todo mundo adorava (sdds, aliás). Mas Are You The One é ainda mais causão, porque mistura esses programas de “par perfeito” com a crueldade dos produtores de reality, e é MARAVILHOSO. Mas calma, vamos por partes.

Funciona assim: tem 10 mocinhos e 10 mocinhas, e cada um tem um par ideal na casa (eles dizem que é comprovado por especialistas em compatibilidade, psicólogos e etc, mas sei lá). Toda semana, tem uma cerimônia em que eles formam os pares conforme acham que deve ser. Pra cada casal certo, acende um holofote, mas não tem como saber a qual casal ele se refere. Se acenderem todos os holofotes, eles ganham 1 milhão de dólares – e uma fotografia com o Raça Negra.

Pra ajudar, antes da cerimônia, um casal é votado pra ir pra Cabine da Verdade (adoro esses nome cafona, rs), que joga uns lasers neles e diz se são ou não um par ideal. E é aí que costuma dar merda, porque as pessoas realmente começam a se gostar, vão todas felizinhas pra Cabine e aí BAM – não são um par ideal! The treta has been planted.

Aí o povo briga, porque tem gente que só quer ganhar o dinheiro (acaba sendo tipo 50 mil pra cada), e tem quem vai pra achar o amor da vida dele(a). AH, E TEM MAIS! Se um casal é um par ideal, eles saem da casa e vão pra uma “lua-de-mel”. Quer dizer, se você gosta de um boy que você sabe que não é seu par, ainda tem o risco dele ir embora com outra a qualquer momento.

Se eu pudesse definir esse reality em poucas palavras, elas seriam BABADO & CONFUSÃO. Não sei se gostar disso me faz uma péssima pessoa, mas espero que não. É reality de raiz, gente! E o legal é que eles tem um objetivo em comum e tal, não é só cada um procurando seu par.

Achei bacana constatar que a versão brasileira tá muito bem feita, não deixa nada a desejar em relação à americana. E NÉ, VICIEI. O bom é que é tanta gente que você realmente precisa assistir muitos episódios pra saber quem é quem – e como só sai gente da casa se achar o par, fica mó galera o tempo todo.

Brincadeiras à parte, acho que a proposta do programa é bem criativa, conseguiram reinventar uma temática meio batida. Mas é pra quem realmente gosta desse tipo de programa – quem for mais cult talvez se decepcione. Se você for que nem eu, assiste e vamos comentaaaaaaar!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s