Making Of: Rebobinando

ENFIM, FORMADA! Que alívio que dá quando passa a banca do TCC, não? Mas, mais do que isso, dá uma baita sensação de dever cumprido. Esse post vai ser um verdadeiro Ode ao Rebô!

Pra não ser repetitiva, vou falar de um jeito mais pessoal, de como foi toda essa experiência pelos meus olhinhos. Pra quem quiser conhecer melhor o projeto em si, é só curtir a fanpage, se esbaldar nos vídeos que tem lá e aguardar os episódios, que vamos lançar por lá!

No Rebobinando, fui diretora e roteirista – e acabei assumindo a coordenação de produção. Essas duas funções são tudo o que eu sempre quis fazer nos anos de faculdade. Mal sabia eu o tamanho do desafio que eu estava comprando!

REBO_03

Ser diretor parece muito simples: você senta na sua cadeirinha com seu nome e vai mandando os outros fazerem as coisas, ué. Usando uma boina e talvez uns óculos escuros. É bacana, faz bem pro ego, né? CLARO QUE NÃO!

Quer dizer, claro que faz. É legal estar numa posição de liderança, mas isso acarreta um montão de coisas: delegar funções, cobrar prazos, gerenciar possíveis crises, lidar com pessoas, tomar decisões, coordenar e avaliar o trabalho de todos. Você precisa saber um pouquinho de cada coisa, pra saber dirigir o trabalho do outro, e tem que conciliar com tudo isso aí de cima! Você precisa impor respeito e, ao mesmo tempo, saber como extrair o melhor de cada membro da equipe.

Eu estava preparada pra tudo isso? Hehe, veja bem: por mais que eu até tenha o perfil pra (e o interesse de)  ser diretora, foi impossível exercer todas essas atividades com perfeição. Mas, sendo muito sincera, eu não me arrependo nem um pouco: sofri mais, acredito, mas também aprendi muuuuito!

IMG_6395

Com o Rebobinando, ficou tudo claro pra mim: sim, quero ser diretora, mas só mais pra frente. Ainda preciso de muita experiência – até porque é errando que se aprende, né non? Sendo roteirista, por outro lado, me esbaldei: escrever é o que me faz feliz, é minha zona de conforto, minha natureza. Não quero parar nunca!

No mais, o Rebobinando foi uma experiência incrível: como é bom trabalhar com criança! Elas nos motivavam a fazer um bom trabalho, a manter um clima gostoso na gravação. Também foi divertidíssimo elaborar as provas e explorar o mundo dos reality shows.

Acho que falo pelo grupo todo quando digo que o Rebobinando nos fez crescer e nos deu a certeza de que escolhemos o curso certo. Foi um prazer e um aprendizado sem fim. Nunca vou cansar de rebobinar essa trajetória toda!

 

 

 

 

Advertisements

One thought on “Making Of: Rebobinando

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s