As longas conversas

Na correria da vida “adulta”, ultimamente tenho sentido saudade de longas conversas. Aquelas que duram horas e transitam por assuntos bestas, questões existenciais e desabafos profundos com uma fluidez impressionante.

 

Uma conversa dessas é diferenciada. Não é desgastante como uma discussão nem superficial como aquelas conversinhas breves que a gente tem por educação – ou por não ter nada melhor pra fazer.

 

É aquele território seguro, em que você não precisa se esforçar pra causar uma boa impressão ou parecer mais inteligente. Você não precisa pensar duas vezes ou se preocupar com o que a outra pessoa vai achar. Você pode soltar aquelas frases meio poéticas que surgem na sua cabeça e que seriam meio cafonas de usar no dia a dia. Em vez de explicar acontecimentos concretos (embora isso ajude às vezes), você pode só descrever o que eles te fazem sentir.

 

É aquele momento em que você realmente conhece a pessoa com quem está conversando. Não é uma simples troca de informações, mas de vivências. Você entende melhor a forma dela de enxergar o mundo, como ela se relaciona com as pessoas, o que é importante pra ela se sentir completa.

 

É uma oportunidade de conhecer um lado que você não imaginava daquela pessoa – e deixar que ela conheça um novo lado seu. De encontrar uma conexão entre ambos, seja por algo que os dois passaram ou alguma opinião em comum. De falar todas as coisas que você não se permitiu dizer para outras pessoas em situações específicas, mas que ficam te assombrando por dentro.

 

É aquela hora que você para pra pensar nos seus sonhos e vontades. Em que você reflete que partes da sua vida estão boas e quais te incomodam. É como se fechar pra balanço, mas com direito a um acompanhante. E, às vezes, acontece uma coisa incrível: você encontra a resposta pra alguma aflição sua na vida do outro.

 

Grande parte das minhas amizades nasceram de conversas assim. Talvez por ser uma necessidade minha, esponjinha emocional que sou. Ou porque gosto de decifrar as outras pessoas, pista por pista. Seja como for, conversas assim costumam fazer bem. Fico no aguardo da próxima!    

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s