13 Reasons Why e a falta de tato

Depois de terminar 13 Reasons Why, fiquei mal. Precisei de um tempinho pra processar e encarar o desafio de escrever sobre a série – e, nesse meio tempo, a repercussão sobre ela só aumentou. Falar sobre suicídio já é difícil, imagina na adolescência? É só a fase da vida mais traumática pra 99% das pessoas que conheço. Por tudo isso, não me admira que a série tenha feito tanto sucesso.

Além do tema, a forma como a série foi estruturada é feita pra te deixar maluco de curiosidade: a cada episódio, ouvimos uma fita sobre alguém que, em menor ou maior grau, pesou na hora da Hannah decidir de matar. Só essa premissa já é de arrepiar! Lembro que quando ouvi falar da série, achei que fosse uma história de vingança, e que a Hannah fosse mais cruel na hora de apontar cada um deles.

Mas não: a Hannah é assustadoramente comum. Na sua voz, dá pra sentir a fragilidade dela, o ressentimento que ela sente por cada um e a dor de não conseguir superar tanta decepção. É engraçado como, à primeira vista, ela tem tudo pra ser popular: ela é bonita, autêntica, charmosa. O que poderia dar errado? Pois eu te digo já: todo o bullying que a Hannah sofreu, desde o primeiro episódio, tem sua origem no machismo.

13-reasons-crop

Explico: mal ela chega na escola, já recebe o rótulo de vadia. A partir daí, as meninas passaram a vê-la como alguém não confiável (que vai roubar o boy delas) e os meninos se sentem no direito de abusar dela de todas as formas – e ainda ficam putos quando ela não corresponde à expectativa deles. Quando esse abuso chega no ápice, vem a parte que mais me dói: o silêncio de todos os outros que ouviram as fitas (só pra salvarem a própria pele) e o “aconselhamento” cheio de julgamento, culpando a própria vítima.

E adivinha? Essa é a parte mais realista de toda a série, esse desprezo ao sofrimento da Hannah. Aposto, inclusive, que muita gente deve ter começado a ver a série e não viu nada demais nos abusos sofridos por ela, achando que as reações dela são “exageradas” – muitos personagens a julgam desse forma, incluindo o próprio Clay!

Fazendo um desvio pra falar do Clay: gente, sofri junto com ele. A forma com as fitas vão afetando ele cada vez mais chega a dar um aperto no coração – acho que muita gente não deu atenção à trajetória dele porque tavam morrendo de curiosidade pra saber os outros porquês, rs.

netflix-13-reasons-why-2943

Lembro que, enquanto assistia e descobria motivo de cada um, pensei: “Gente, nessa escola só tem gente ruim!”. Mas ficava me lembrando: essa galerinha tem no máximo 17 anos. Incrível como a imaturidade faz a gente machucar tanto os outros sem nem perceber – e os efeitos disso podem ser permanentes.

No fim, acho que essa é a mensagem mais forte da série: em qualquer ambiente, vamos tentar ter um pouco mais de empatia, um pouco mais de tato ao lidar com os outros. Coisas que nos parecem “bobas”  podem fazer toda a diferença pra quem não tá se sentindo bem emocionalmente – mais do que isso: você nunca sabe se alguém tá realmente bem. Na dúvida, não seja um babaca.

E falando em falta de tato: as cenas a partir do episódio 9 ficam bem fortes – até demais, na minha opinião. Já vi que o autor defendeu essa opção da série, que era pra chocar mesmo, mas não me convenceu. Nem todo mundo tá pronto pra ver essas coisas, especialmente quem já passou por algo parecido. Eu mesma não consegui ver as cenas fortes do episódio final.

No geral, gostei bastante da série, mesmo não sendo nada fácil de assistir. Senti que ela cutucou uns traumas meus e não foi nada agradável revisitar o ambiente tóxico do Ensino Médio, mas é um mal necessário pra realmente entender a dor dos personagens – vi que outras pessoas também se sentiram assim, tamo junto. Se você se sentir confortável pra assistir, recomendo muito a série!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s