TOP 16: Artistas que me inspiram

Ando meio sumida, mas por um motivo nobre: tava escrevendo roteirinhos! Tô conseguindo manter um bom ritmo de escrita dos meus projetos, mas acabei deixando o blog de lado. Eis que, nesse clima de final de ano, lembrei de uma ideia de post que tive há algum tempo: falar sobre as pessoas que me inspiram. Antes de tudo, deixo claro que escolhi pessoas da indústria … Continue reading TOP 16: Artistas que me inspiram

A família (nada) tradicional de This Is Us

Não vou mentir: demorei uns bons seis meses pra começar This Is Us. A preguiça de ir atrás da série, que tem 18 episódios de uns 45 minutos, me venceu por muito tempo. Com o excesso de tempo livre que tive esse mês (cortesia de um pé torcido), finalmente me rendi à série – e, como não podia deixar de ser, me apaixonei! E não … Continue reading A família (nada) tradicional de This Is Us

The Good Place: uma comédia “elevada”

Momento ostentação babaca: estava eu no Studio Tour da Universal de Los Angeles, em março deste ano, quando passamos por um outdoor de The Good Place – segundo o guia, a série estava sendo gravada lá nos estúdios. Olhei bem pro outdoor, com a Kristen Bell (saudosa irmã da Frozen) e um velhinho arrumado, mas não fiquei tão interessada. Seis meses depois, a série finalmente … Continue reading The Good Place: uma comédia “elevada”

Handmaid’s Tale e o preço da apatia

Minha primeira impressão de Handmaid’s Tale não foi das melhores: “Série de suspense com freira? Tô fora!” pensei eu, medrosa que sou. Tempos depois, vi que a série se tornou uma das favoritas a ganhar o Emmy desse ano. Decidi assistir ao trailer  da série e minha cabeça explodiu! A premissa é de arrepiar: em um futuro próximo, os Estados Unidos são dominados por uma … Continue reading Handmaid’s Tale e o preço da apatia

GLOW: Divertir pra conquistar

Se a zuera não tem limites na internet, a coisa não era muito diferente na televisão de alguns anos atrás. Cresci no fim dos anos 90, assistindo banheira do Gugu e torcendo pra Tiazinha na Casa dos Artistas – mas sei que a apelação corria solta bem antes disso. Foi em um contexto parecido que, nos anos 80, nasceu GLOW (Gorgeous Ladies of Wrestling) – … Continue reading GLOW: Divertir pra conquistar

Os acertos de Orange Is The New Black

Já falei sobre Orange aqui no blog, mas dei uma lida no post e ele já está meio ultrapassado – só existiam as duas primeiras temporadas na época. Acabei de ver a nova temporada e decidi que um novo post seria merecidíssimo, porque a série realmente conseguiu se elevar a um patamar superior. Diferente do que falei no final do post antigo (Letícia do passado, … Continue reading Os acertos de Orange Is The New Black

Uma Girlboss incomoda muita gente

Conheci a loja Nasty Gal em minhas pesquisas de blogueirinha quando estava prestes a viajar pra Los Angeles. Acabou que a única Nasty Gal que encontrei foi em Santa Monica e já tinha fechado quando cheguei (choros), então deixei quieto. Quando vi o trailer de Girlboss, fiquei animada – já que não deu pra comprar ~as brusinha~, pelo menos pude conhecer a história da Sophia … Continue reading Uma Girlboss incomoda muita gente

Cara Gente Branca: assistam e aprendam (literalmente)

A Netflix não tem dó da minha vida social: é só surgir um feriadinho que ela chega metralhando séries novas. Tinha começado minha longa lista com Girlboss, mas acabei trocando ela por Cara Gente Branca – foi a melhor coisa que eu fiz nesse feriado. Hm, isso soou meio deprimente… Mas enfim, foi uma boa escolha. Pra quem não sabe, a série é inspirada em … Continue reading Cara Gente Branca: assistam e aprendam (literalmente)

13 Reasons Why e a falta de tato

Depois de terminar 13 Reasons Why, fiquei mal. Precisei de um tempinho pra processar e encarar o desafio de escrever sobre a série – e, nesse meio tempo, a repercussão sobre ela só aumentou. Falar sobre suicídio já é difícil, imagina na adolescência? É só a fase da vida mais traumática pra 99% das pessoas que conheço. Por tudo isso, não me admira que a … Continue reading 13 Reasons Why e a falta de tato

Crazy Ex-Girlfriend

Sempre que a Netflix postava pedindo sugestões de filmes e séries pra adicionar no catálogo, lá estava eu pedindo Crazy Ex-Girlfriend – vi os primeiros episódios e me apaixonei, mas os links começaram a travar e tive que parar de assistir. Quando a Netflix finalmente atendeu minhas preces, só faltou eu soltar rojão no quintal de casa! Acho que o principal diferencial da série não é … Continue reading Crazy Ex-Girlfriend